Notícias

10 de Junho, 2016

Yokogawa Desenvolve Unidade CSU-SR de Scanner Confocal

A Yokogawa Eletric Corporation anuncia que completou o desenvolvimento da unidade de scanner confocal CSU-SR e irá divulgar o novo produto no mercado em Setembro. A CSU-SR pode ser usada em combinação com o microscópio óptico convencional para observar as respostas fisiológicas de organelas e outras estruturas intracelulares com uma super resolução. 

A série CSU de unidades de scanner confocal da Yokogawa permite que os microscópios ópticos obtenham imagens claras e de alta velocidade de células vivas, minimizando os danos às células. Utilizando o CSU-SR, o último lançamento da série CSU da Yokogawa, será possível conseguir uma resolução que excede o limite de difração*1 da microscopia óptica convencional. Portanto, ele é ideal para uma variedade de aplicações em pesquisa de ciências da vida.

A Yokogawa mostrará um protótipo da nova unidade no 68º Encontro Anual da Sociedade Japonesa para Biologia Celular e no 11º Encontro Anual da Sociedade Japonesa para Biologia Química, ambos de 15 a 17 de Junho, no Kyoto Terrsa Hall. 

 

Cenário de Desenvolvimento

Os pesquisadores de biologia precisam observar tecidos vivos e células em grandes detalhes. Embora os microscópios eletrônicos possam tirar fotos com uma resolução muito maior do que os microscópios ópticos, eles não podem ser usados para observar células vivas porque os objetos devem ser mantidos no vácuo. Recentemente foram desenvolvidas tecnologias de super resolução que permitem que microscópios ópticos excedam o limite de difração de 200 nm. Estas tecnologias incluem a microscopia foto ativada por localização (PALM), microscopia óptica reconstrução estocástico (STORM), esgotamento de emissão estimulado (STED), e microscopia de iluminação estruturada (SIM), mas todas precisam de reagentes de fluorescência especiais ou de fontes luminosas personalizadas (lasers).

A Yokogawa desenvolveu a unidade de scanner confocal CSU-SR para eliminar a necessidade dos microscópios ópticos com tais tecnologias. Isso foi possível através da utilização das propriedades da tecnologia de disco giratório confocal*2 e da tecnologia de reatribuição de fótons óticos*3 (OPR) na sua concepção.

 

Características do Produto

1. Velocidade de imagem líder de mercado, com super resolução

O CSU-SR pode atingir velocidades de digitalização de 200 quadros por segundo (fps), tornando-se mais rápido do que quaisquer outros microscópios de super resolução e por isso, ele permite a observação de respostas de alta velocidade de células vivas com super-resolução. E assim como outros modelos da série CSU, o CSU-SR minimiza o dano para as células, limitando a intensidade dos diversos feixes de laser utilizados para efetuar simultaneamente várias análises de uma amostra. Desta forma, o CSU-SR é adequado para a observação a longo prazo de células vivas.

 

2. Não há restrições sobre reagentes ou fontes de luz

Em pesquisas biológicas, a microscopia de fluorescência, que é uma técnica envolvendo a coloração de uma amostra com material fluorescente, é amplamente utilizada. Ao contrário de muitos microscópios de super resolução disponíveis no mercado atualmente, não existe a necessidade com o uso do sistema de microscópio confocal baseado no CSU-SR por quaisquer recursos personalizados de luz (laser) ou reagentes de fluorescência especiais ou métodos de preparação. Amostras de CSU-SR podem ser preparadas utilizando os mesmos métodos empregados com microscópios de fluorescência convencional.

* 1 O limite de difração de um microscópio ótico convencional é de aproximadamente 200 nm.

* 2 Esta tecnologia faz uso de um disco de Nipkow de rotação rápida (um disco com muitos orifícios).

* 3 Embora a resolução de um microscópio confocal possa ser melhorada por um fator de até 1,4, minimizando o tamanho do orifício, o orifício deve ser grande o suficiente para permitir que a luz necessária passe através dele. A porção do feixe de luz que passa através da área exterior do furo alargado reduz a resolução, mas é possível corrigir isto através do ajuste do percurso do feixe. Isto é feito oticamente no CSU-SR por meio da tecnologia de OPR: uma microlente fixada à superfície inferior de um disco de Nipkow corrige o caminho da luz. Este método melhora a resolução de um microscópio confocal sem minimizar o tamanho do oríficio.

 

Principais Mercados

Pesquisas básicas em biologia e medicina

 

Aplicações

- Observação em tempo real das respostas fisiológicas de organelas microscópicas em células vivas

 

Sobre Scanners Confocal

Um microscópio confocal irradia um laser em um único local de uma amostra manchada de fluorescência e obtém fluorescência a partir desse local através de um orifício. Ao digitalizar a amostra, o microscópio confocal é capaz de construir uma imagem em corte transversal livre, sem a necessidade de cortar a amostra. Além disso, as imagens tridimensionais podem ser construídas por empilhamento das imagens.

Um scanner confocal da Yokogawa pode ser montado sobre um microscópio óptico convencional para criar um sistema de microscópio confocal. Com a sua tecnologia proprietária confocal de disco giratório, este scanner de fácil utilização é capaz de produzir imagens nítidas em altas velocidades, minimizando os danos às células. Estas vantagens são altamente valorizadas pelos especialistas que trabalham no campo da pesquisa em ciências biológicas, e portanto os scanners confocal da Yokogawa tornaram-se o padrão de fato para os sistemas de microscópio usado para observar células vivas (imagens de células vivas).

 

Abordagem da Yokogawa

A Yokogawa desenvolveu sua tecnologia de varredura confocal de disco giratório através da combinação de um disco de Nipkow (disco matriz de orifícios) com um disco conjunto de microlentes, e lançou o CSU10 unidade de digitalização confocal 30 fps em 1996. O atual CSU-X1 e CSU-W1 são muito populares no mercado, com mais de 2.500 unidades já entregues.

 

Sobre a Yokogawa

A rede global da Yokogawa possui 92 empresas e abrange 59 países. Fundada em 1915, uma empresa de 3.7 bilhões de dólares, realiza pesquisas de ponta em inovação. A Yokogawa está envolvida em automação industrial e controle (IA), teste e medição e outros segmentos de negócios. O segmento de automação industrial desempenha um papel vital em uma ampla gama de indústrias, incluindo petróleo, produtos químicos, gás natural, energia, siderurgia, papel e celulose, produtos farmacêuticos e alimentos. Para mais informações sobre a Yokogawa, por favor, visite o site www.yokogawa.com.